4 Formas de economizar nas despesas de fim de ano

LGPD para pequenas empresas: Elas também precisam se adequar
23 de novembro de 2020
5 Dicas para se planejar e aumentar as vendas de 2021
12 de janeiro de 2021

Depois de um ano tão desafiador, economizar nas despesas de fim de ano é a melhor forma de se preparar para o próximo ciclo que se inicia. Mesmo com o décimo terceiro salário recebido por muitos trabalhadores, em alguns casos as despesas deste período acabam extrapolando o orçamento e comprometendo todo o dinheiro extra.

Controlar os gastos quando o fim do ano se aproxima não é apenas inteligente, é estratégico. Isso porque o início de um novo ano traz despesas como IPTU e, para quem tem filhos, compra de materiais escolares, uniformes e matrículas em escolas e cursos. Para chegar lá com fôlego financeiro, é fundamental controlar os gastos das festas de dezembro. Confira a seguir quatro passos simples para que isso seja possível:

1. Comece quitando suas dívidas

Começar um novo ano endividado é comprometer todo o planejamento financeiro que você poderia iniciar. Estabeleça como prioridade quitar estes débitos para evitar que os juros se acumulem e você e/ou a sua família cheguem a um cenário insustentável.

Uma boa opção é utilizar o décimo terceiro salário e eventuais bônus de Natal para isso. Outra dica de ouro é não contrair novas dívidas tentando quitar as antigas, pois isso é apenas transferir o problema de um lugar para o outro.

2. Defina um orçamento para as festas de fim de ano

Antes de sair às compras de presentes ou alimentos e bebidas para a ceia, coloque no papel o quanto você tem de dinheiro extra, depois de ter quitado as dívidas e estabeleça o quanto pretende gastar. Não se esqueça de, neste cálculo, levar em consideração os gastos que você terá no início do ano, para saber exatamente o quanto deve sobrar.

Se necessário, crie uma lista das pessoas que você realmente precise e queira presentear no período, assim você saberá mais ou menos o quanto poderá gastar com cada presente. Este planejamento precisa ser feito antes de sair às compras para não se deixar levar por produtos caros. Lembre-se: o que vale nesta época do ano é a intenção e o convívio. Não precisa se endividar apenas para dar presentes caros.

3. Evite viajar na alta temporada

Por causa da pandemia as viagens neste ano estarão bem mais restritas, com muitas pessoas deixando de viajar ao exterior e se concentrando em destinos mais próximos. O problema é que isso fez com que alguns preços disparassem neste ano.

Historicamente o período mais disputado se concentra entre Natal e Ano Novo, quando os preços ficam ainda mais caros. Se possível, evite viajar neste período, principalmente de última hora. Tente se programar para tirar um fim de semana prolongado, feriadão ou as férias de julho no ano seguinte. Mesmo que você apenas transfira uma alta temporada para outra, pelo menos você terá mais tempo para se planejar financeiramente e fazer suas reservas com antecedência e maiores possibilidades de conseguir descontos.

4. Não se esqueça das suas despesas habituais

É comum as pessoas se deixarem levar pela empolgação das compras de presentes, roupas novas e do preparo das festas. Porém, lembre-se de incluir na sua planilha de gastos aqueles custos que você já tem mensalmente, como conta de água, de luz, de gás e supermercado. Aliás, se você utiliza aparelho de ar-condicionado em casa, lembre-se de que a conta de luz costuma vir mais cara quando ele é ligado por muito tempo e em dias muito quentes.

A alegria das festas de fim de ano não deveria ser ofuscada pela preocupação com despesas ou pelo endividamento. Planejamento financeiro é a chave para conseguir aproveitar melhor este período neste e nos próximos anos.

Leia também: 5 Passos para criar um ciclo de prosperidade e riqueza