Educação financeira: como fazer empréstimos e investimentos saudáveis para o seu bolso

Banco do Vale divulga ganhadores da promoção Indique um Amigo
27 de janeiro de 2020
Banco do Vale apoia programa Salto – Aceleradora de MEIS
3 de fevereiro de 2020

A todo momento estamos traçando metas que incluem novas aquisições e conquistas. Trocar de carro, reformar o apartamento ou até mesmo fazer aquela viagem dos sonhos. Para isso, sempre pensamos em formas de conseguir um empréstimo ou fazer um financiamento. Nesta hora é importante levar em consideração formas de como fazer empréstimos e investimentos saudáveis para seu bolso, evitando que seus projetos não resultem em dívidas e você acabe no vermelho.

Para isso, o Banco do Vale tem algumas dicas importantes na hora de buscar um financiamento com uma instituição financeira. Relembramos que é importante se atentar ao seu status financeiro, sempre partindo do preceito de que é necessário não comprometer mais do que 30% da renda líquida e que a melhor forma de fazer isso é cortando gastos e economizando para que se possa investir em novas aquisições.

Faça pesquisa de juros: longos financiamentos com parcelas mais suaves parecem cativantes e uma boa solução. Mas eles podem representar um grande risco para o endividamento, principalmente pelos juros altos que este contrato possa ter, que nem sempre são percebidos. Sempre verifique as taxas de juros e demais encargos. Os valores podem variar de banco para banco, podendo chegar a 4,75% ao mês, o que ao final de um ano pode chegar a 74% a mais do valor emprestado ou financiado.

Evite ofertas fáceis demais: não se deixe enganar pelas ofertas fáceis demais, como valores altos para empréstimo com condições simples e juros baixos. Principalmente quando a análise de crédito tem como exigência poucas informações e documentação básica, até abrangendo para clientes negativados. A princípio pode até deslumbrar e parecer uma boa ideia, mas na verdade toda essa praticidade e facilidade pode acarretar no aumento gradual das parcelas que, a longo prazo, resume juros sobre juros.

Tenha conhecimento do que se está pagando: tenha conhecimento dos juros, encargos e demais taxas que serão acrescentadas no valor de cada parcela e ao contrato. A segurança e a confiança de estar investindo e não perdendo dinheiro vem em primeiro lugar quando lidamos com finanças.

Sempre que possível adiante as parcelas: adiantar parcelas do contrato de financiamento é um método eficaz para abolir os juros. Ao pagar uma parcela de um ou mais meses à frente, você está subtraindo os juros e outras taxas do valor total daquele mês, o que diminuirá o valor do contrato.

Leia o contrato e verifique o extrato de movimentação da sua conta: pouco comum, porém, muito necessário. Leia o contrato e saiba pelo que você está pagando. Recomenda-se também que eventualmente se verifique o extrato do seu banco e saiba o que foi cobrado e o porquê. Se houver dúvidas, tire-as com o gerente do banco.

Todas essas dicas vão colaborar para que você tire os seus projetos e planos do papel sem que haja surpresas ou dores de cabeça no futuro. Evite que as dívidas se acumulem ou que se tornem a temida bola de neve, comprometendo outras realizações e a saúde da sua gestão financeira.

Banco do Vale colabora com a sua gestão financeira

O Banco do Vale possui a responsabilidade de orientar seus amigos e clientes sobre os riscos de endividamentos por meio de créditos facilitados. Por isso, realizamos regularmente eventos e palestras que abordam a educação financeira, para promover economia, gastos e investimentos de forma mais saudável e de acordo com a realidade de cada cliente.

Leia também: Emoções e finanças: como as emoções afetam seu bolso