Plano estratégico e plano de ação: você sabe a diferença entre eles?

A importância do fluxo de caixa livre para o seu negócio
25 de janeiro de 2021
8 Dicas de reforma para deixar seu lar de cara nova
19 de fevereiro de 2021

Em vários conteúdos do blog do Banco do Vale falamos sobre a importância do planejamento nos negócios. Mas quando o assunto é plano estratégico e plano de ação, você sabe quais são as diferenças entre eles? Ou melhor, quando cada um deles deve ser utilizado na sua empresa?

Os dois são importantes para qualquer tipo de negócio, porém, alguns gestores ainda não estão muito familiarizados com seus conceitos e particularidades. Por isso, trouxemos um guia bem prático para diferenciar o plano estratégico do plano de ação e para saber quando cada um deles deve ser empregado.

O que é um plano estratégico?

Trata-se de uma ferramenta de gestão que vai ajudar a orientar o caminho da empresa para que ela alcance os seus objetivos. É um plano bem abrangente e que exige muito mais estudo e análise do que necessariamente mãos à massa. Para pôr em prática um plano estratégico é preciso seguir as etapas abaixo:

1. Diagnóstico: avalie a situação financeira, de marca, desempenho da equipe, satisfação dos funcionários, qualidade do produto e quaisquer outros parâmetros que façam parte do seu negócio. Uma ferramenta muito utilizada nesta etapa é a análise SWOT, que irá avaliar pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças do negócio.

2. Definir objetivos: feita a análise do cenário, é preciso definir quais objetivos são necessários e possíveis de se alcançar. Mas não basta apenas dizer o que se pretende alcançar, é preciso estabelecer metas mensuráveis e alcançáveis (sempre jogue números nas metas), prazos e, se necessário, o orçamento para chegar lá.

3. Estabeleça estratégias e ações: para alcançar os objetivos é preciso saber como chegar lá. Nesta etapa são levantadas as ações e medidas práticas para alcançar suas metas. Para deixar tudo mais organizado, para cada meta estabeleça a estratégia e a ação, que é a execução do que se planejou.

4. Mãos à massa: chegou a hora de realizar as ações previstas no item anterior. Para fazer isso de forma mais assertiva, lista as respostas para as seguintes perguntas: O QUE será feito? POR QUE será feito? ONDE será feito? QUANDO? POR QUEM será feito? COMO será feito? QUANTO vai custar?

O que é um plano de ação?

Mais simples do que o plano estratégico, o plano de ação é uma ferramenta mais pontual para se planejar e acompanhar o que está sendo executado. Pode ser um documento em forma de relatório ou planilha que deixa mais evidentes as ações a serem tomadas, permitindo que sejam previstos eventuais contratempos nesta jornada.

Normalmente o plano de ação pode ser dividido nas seguintes etapas:

1. Início: tudo começa com onde você quer chegar com o plano de ação. Nesta etapa é estabelecido o objetivo geral e os específicos, que são o detalhamento de cada atividade e ação. A partir este norte os gestores podem seguir para as próximas etapas.

2. Planejamento: sabendo aonde se quer chegar, é hora de preparar o caminho para chegar lá. O planejamento envolve a lista de atividades determinadas pelos objetivos específicos, bem como as ações. Além disso, é no planejamento do plano de ação que é definido o cronograma para as tarefas, os responsáveis e o orçamento. Também devem ser levantados eventuais imprevistos e planos alternativos caso eles ocorram.

3. Execução: como o próprio nome já diz, é nesta etapa que tudo o que foi planejado sai do papel, seguindo o que foi estabelecido no cronograma e na delegação de tarefas.

4. Monitoramento: em um plano de ação o processo não acaba na execução. O monitoramento é crucial para saber se o que foi planejado está sendo executado. Também é o monitoramento que irá identificar há eventuais erros na prática, para que sejam corrigidos em tempo de não comprometer o plano.

5. Balanço final: após a execução e o monitoramento, é preciso revisar todo o plano e identificar erros e acertos. Esta avaliação permite que a equipe faça os ajustes necessários para ser mais assertiva em uma próxima ocasião.

Diferença entre plano estratégico e plano de ação

Ao conhecer melhor o plano estratégico e o plano de ação, é possível observar que eles contam com etapas um pouco diferentes. Em essência, o plano estratégico é mais abrangente, pois irá nortear os rumos de toda uma empresa. Já o plano de ação é mais pontual e diz respeito a ações específicas.

Na prática, o plano de ação se encontra dentro do escopo do plano estratégico. Ambos são importantes e devem ser utilizados de forma complementar, uma vez que o plano de ação deve estar guiado pelas metas mais abrangentes do plano estratégico.

Agora que você já sabe como se planejar, conte com o Microcrédito do Banco do Vale para tirar os planos do papel e alcançar os objetivos do seu negócio.