Redes sociais para pequenos negócios: 5 Passos para melhorar as vendas

6 Dicas para empreender no ramo da alimentação
6 de julho de 2021
Tire suas dúvidas sobre pagamento por Pix
10 de agosto de 2021

Usar redes sociais para pequenos negócios deixou de ser um diferencial e passou a ser uma estratégia quase que obrigatória. Mas há uma diferença entre ter um perfil on-line e realmente aproveitá-lo para faturar mais. Empresas que entendem a importância do uso destas plataformas digitais estão impulsionando as vendas com bastante rapidez.

Uma das principais vantagens das redes sociais é que você não precisa ter uma empresa multimilionária para utilizá-las ao seu favor. Embora o alcance orgânico seja limitado, patrocinar conteúdo por lá ainda é um investimento bem menor do que uma propaganda na TV, por exemplo. E isso torna essas ferramentas acessíveis aos pequenos negócios.

Mesmo no ambiente on-line, as redes sociais também têm a vantagem de aproximar as empresas do seu público, tornando-as mais acessíveis através dos canais de contato e criando uma identificação das pessoas com a marca. Tudo isso, claro, se a empresa souber aproveitar o que estas plataformas têm de melhor a oferecer.

Para te ajudar a usar as redes sociais para melhorar as vendas, o Banco do Vale preparou algumas dicas valiosas para dominar o mundo on-line. Confira:

1. Saiba em quais redes sociais o seu público está

Facebook e Instagram são as redes que atualmente estão dominando o cenário digital. Com quase três bilhões de usuários em todo o mundo, ela ainda é uma das mais utilizadas globalmente. Porém, mesmo com um alto número de usuários, ele tem mostrado uma queda na movimentação para os públicos mais jovens. Isso tornou o Instagram uma das redes mais cobiçadas para negócios, graças à sua praticidade de uso no celular – além de entregar alcance ligeiramente maior do que o Facebook.

Mas, mais importante do que estar onde todo mundo está, é descobrir onde o seu público está. Alguns tipos de negócio, como no ramo de decoração, moda ou eventos, podem se beneficiar do Pinterest, com um público mais segmentado e interessado nestes temas. Já quem lida com audiências mais jovens deve estar de olho no Tik Tok, a rede queridinha dos mais novos.

Ou seja, conheça bem o seu público e prepare-se para estar nas redes que ele usa. Mostre-se disponível e acessível que você será recompensado por isso.

2. Pense em qualidade e não em quantidade

Em primeiro lugar, entenda que você não precisa estar em todas as redes sociais, apenas naquelas que realmente façam sentido para o seu negócio. Por exemplo, uma loja de roupas não precisa estar no LinkedIn, já o Instagram e o Pinterest podem ser interessantes – o Tik Tok também, caso tenha um público mais jovem. É preferível ter um perfil apenas em algumas redes e mantê-los atualizados do que ter uma conta em todas as ferramentas e deixá-las desatualizadas.

O mesmo vale para os conteúdos publicados. Sabemos que em pequenos negócios a equipe é reduzida e não pode despender um profissional para ficar o dia inteiro publicando nas redes sociais – às vezes é o próprio empreendedor quem precisa fazer isso. Novamente vale a regra da qualidade sobre a quantidade: em vez de encher o seu Instagram de Stories, que tal destacar o que realmente interessa o seu público, como novidades e promoções?

3. Tenha um pequeno planejamento

Apesar de serem marcadas pelo imediatismo, as redes sociais precisam de um certo planejamento para serem bem aproveitadas. Pense em quantas publicações conseguirá fazer por semana, em quais formatos e quais conteúdos pretende trabalhar (produtos, bastidores, promoções, dicas). Seja realista quanto às suas possibilidades para não furar o seu próprio cronograma, pois ele ajudará a sua página a se manter atualizada e interessante, tornado o seu negócio automaticamente mais confiável.

Neste planejamento, veja se você pretende patrocinar algum conteúdo e já separe a verba, o público e o período da campanha. Lembre-se de valorizar aquilo que chamará mais a atenção das pessoas.

Também é interessante incluir algumas datas comemorativas e até mesmo promoções, dependendo do seu ramo de negócio.

4. Pense no que o seu público quer ver

Por ser uma vitrine estratégica, é tentador usar a rede social para apenas divulgar a sua marca e os seus produtos. Mas lembre-se de também ser útil para os seus seguidores, com dicas que ele pode aproveitar no dia a dia. Se você trabalha com alimentos, por exemplo, pode dar algumas dicas culinárias e receitas. As pessoas enxergarão muito valor nestes tipos de conteúdo.

Mantenha também atualizadas as suas informações de atendimento, como endereço, horário de funcionamento e formas de contato. Isso facilitará a vida dos seus clientes e evitará que a sua caixa de entrada esteja repleta de perguntas que não precisariam ser feitas se estas informações já estivessem visíveis.

5. Use as redes para se relacionar

Quando você abre um canal de comunicação com o seu público precisa estar ciente de que esta é uma via de mão dupla. Não é apenas você quem emite as mensagens, as seções de comentários e caixa de mensagens permite que as pessoas entrem em contato com o seu negócio. Por isso, esteja sempre pronto para responder e alimentar este relacionamento.

Uma boa dica é incentivar os seus clientes a promoverem a sua marca nos seus perfis. Você pode fazer isso criando alguma hashtag, oferecendo algum brinde ou desconto para estes compartilhamentos, ou simplesmente criando cenários, produtos e experiências tão irresistíveis que os seus clientes terão orgulho em compartilhar. Isso é uma forte ferramenta para incentivar outras pessoas a conhecerem o seu negócio.

Precisando de ajuda para divulgar a sua empresa e impulsionar as vendas? Conte com o Banco do Vale! Através do Microcrédito você investe no seu negócio e crescemos juntos!

Leia também: 4 Dicas para o seu negócio local vender mais