Saiba como calcular a lucratividade do negócio

7 Tendências para lucrar na Páscoa
2 de março de 2021
Quem precisa declarar o Imposto de Renda em 2021?
5 de abril de 2021

A lucratividade do negócio é o objetivo de todo empreendedor. É ela que permite não apenas que a empresa pague seus compromissos, mas que tenha potencial de investimentos e, consequentemente, de crescimento. Mas você sabe como calcular a lucratividade da empresa?

Em primeiro lugar precisamos compreender exatamente o que significa ter lucratividade. Segundo o site do Sebrae, ela pode ser definida como “um indicador de eficiência operacional obtido sob forma de valor percentual, que indica o ganho que a empresa consegue gerar sobre o trabalho que desenvolve”. Ou seja, ela indica o quanto a empresa ganha em cima daquilo que produz.

Qual a diferença entre lucratividade, lucro e rentabilidade?

Sem lucratividade a empresa está basicamente vendendo o almoço para pagar a janta. Ela fica no zero a zero, sem lucro e sem a possibilidade de crescimento. Porém, lucratividade não é o mesmo que lucro e também não é o mesmo que rentabilidade. Por isso, é bom separar muito bem o que significam estes conceitos:

Lucro: é o número absoluto obtido quando se subtrai das vendas os valores de custos e despesas. Tudo o que sobra deste valor é o lucro.

Lucratividade: é um número percentual, obtido da relação entre o valor do lucro líquido e o valor das vendas. Ou seja, quantos por cento de tudo o que foi vendido é efetivamente lucro.

Rentabilidade: é obtida da relação entre o valor do lucro líquido e o investimento realizado.

A fórmula para calcular a lucratividade do negócio, conforme explicamos anteriormente, pode ser representada pela fórmula: Lucratividade = (Lucro líquido / Receita total) x 100.

Como a lucratividade afeta o negócio

Ao entendermos o que significa a lucratividade do negócio, fica evidente a importância da lucratividade para negócios de todos os portes. Porém, há diversos fatores que podem afetá-la, como por exemplo:

– Queda nas vendas;

– Aumento dos prazos de vendas;

– Aumento das despesas financeiras;

– Diminuição da margem de contribuição;

– Estoque com baixo giro;

– Gastos fixos que aumentam com muita frequência;

– Clientes inadimplentes;

– Trabalhar constantemente com descontos de cheques e duplicatas.

A lucratividade do negócio irá depender de acordo com o negócio e com a visão da empresa. Por isso, é fundamental que os gestores encontrem o percentual que seja compatível com as necessidades e com as ambições do empreendimento. Ao saber qual a lucratividade ideal para aquele negócio, é necessário ficar de olho em todos os fatores que possam interferir neste número, principalmente quando isso significar a diminuição deste percentual. Se você perceber que a lucratividade do seu negócio está diminuindo, observe qual o fator que está causando isso e atue na origem do problema.

Empreendedores com visão de aumentar a lucratividade do seu negócio podem contar com o Microcrédito Banco do Vale. Solicite seu crédito enviando uma mensagem para o nosso WhatsApp (47) 99942-0576.

Leia também: Plano estratégico e plano de ação: você sabe a diferença entre eles?