5 Dicas de planejamento financeiro para comprar um imóvel

6 Dicas para você aprender a montar um brechó on-line
26 de maio de 2022

Comprar um imóvel é o sonho de muitas pessoas e, sem dúvidas, é uma decisão muito importante. Por ser um investimento alto, esta conquista irá refletir na sua vida financeira pelos próximos anos, bem como na sua qualidade de vida e na da sua família. Por esta razão, contar com um planejamento financeiro para comprar um imóvel é indispensável antes de dar qualquer passo.

Para te auxiliar nesta tarefa e programar a compra da casa própria, trouxemos cinco dicas para que você consiga se organizar e realizar o seu sonho. Confira:

1. Defina o tipo de imóvel

O primeiro passo de seu planejamento deve ser definir qual tipo de imóvel você pretende adquirir. Para isso, é recomendado imaginar sua vida a longo prazo e considerar as suas necessidades, além de ponderar se você pretende casar e ter filhos, morar na mesma cidade e até mesmo continuar trabalhando no mesmo local.

Além disso, é importante lembrar que o perfil do imóvel influencia diretamente no seu valor. As casas, por exemplo, costumam ser mais caras que os apartamentos, enquanto os imóveis adquiridos na planta são geralmente mais baratos do que aqueles que já estão prontos para morar.

2. Tenha um objetivo e um controle financeiro

Após decidir qual tipo de imóvel você pretende adquirir, chegou a hora de propor um objetivo financeiro e realizar o controle. Com o valor do imóvel em mente, é possível calcular o valor necessário para sua aquisição, seja para compra à vista ou para pagar a entrada de um financiamento. A partir deste valor, você consegue determinar a quantia a ser poupada todos os meses para atingir esse objetivo dentro de um prazo determinado.

Para conseguir cumprir essas metas, é importante que você controle suas finanças. A melhor maneira de fazer isso é registrando todos os rendimentos e despesas no período de um mês. Analisar todos os gastos, tanto fixos quanto eventuais, é essencial para fazer as mudanças necessárias a fim de atingir o objetivo de comprar um imóvel.

Leia também: 7 Ideias para você fazer uma renda extra

3. Crie um fundo emergencial

Este é um recurso essencial para um bom planejamento financeiro. Poder contar com uma reserva para despesas imprevistas traz tranquilidade e segurança, já que este valor pode ser usado em casos de doença, desemprego ou acidentes.

O valor desta reserva deve corresponder a, no mínimo, seis meses do rendimento total e deve estar aplicado em investimentos que possam ser resgatados a qualquer momento.

4. Considere os gastos extras

Após planejar as finanças para comprar um imóvel, lembre-se de que os gastos para a compra não estão limitados apenas às prestações e aos valores do financiamento. Taxas de transferência, de encargos bancários e de impostos, despesas de manutenção, documentação, IPTU, seguro e condomínio são apenas algumas dessas outras despesas que você pode ter durante a compra do imóvel e depois. Sendo assim, é essencial separar também uma quantia para cobrir tudo isso.

5. Incentive a participação familiar

Mesmo que os adultos sejam os principais responsáveis pela administração do dinheiro e pela tomada de decisões, as crianças e adolescentes devem estar cientes da situação financeira e contribuir com sugestões para economizar com as despesas do dia a dia. Controlar e reduzir as despesas no orçamento familiar depende da participação de todos!

Planejar as finanças é a primeira preocupação de quem deseja comprar um imóvel, já que essa aquisição compromete a renda familiar por um longo período. Aqui no Banco do Vale, o seu sonho fica um passo à frente de se tornar realidade! Com o Crédito Moradia, são até R$ 20 mil que podem ser pagos em até 36x para garantir que sua família desfrute do melhor!

Confira também: 6 Dicas para profissionais liberais e autônomos